Resumo de Livros

A Roda da Vida

escrito por elisabeth kübler-ross

Este livro é a autobiografia da autora. Nasceu na Suíça e contrariando seu severo pai, não aceitou o que ele havia ordenado para seu futuro: ser ajudante dele em seu escritório. Desejava tornar-se médica. Seu primeiro emprego foi como empregada doméstica, depois como ajudante num laboratório, do qual se licenciou para ajudar como voluntária na reorganização da Polônia após a II Guerra Mundial. Era uma terra sem alimentos, sem remédios, bastante destruída pelo intenso bombardeio, com muitas pessoas que perderam parentes, doentes e esfomeadas. Ajudava da maneira que podia visto que não haviam recursos. Às vezes como cozinheira ou enfermeira, outras fazia o papel dos médicos que não existiam. Descobriu como a melhora dos pacientes poderiam acontecer apenas com carinho, atenção e amorosidade. Era a única coisa que ela podia oferecer. No campo de concentração que exterminou milhares de pessoas encontrou muitos desenhos de borboletas. Tais desenhos ela entendeu que seriam representações da morte, pois a borboleta é aquela que passou por uma transformação, nascida de uma lagarta que se encasula. Formou-se em medicina e casou-se com um americano. Foi morar no EUA. Especializou-se em psiquiatria. Ao trabalhar numa clínica com sua amorosidade conseguiu fazer com que a grande maioria dos pacientes internados conseguissem manter suas vidas em suas próprias casas, sem necessitarem de internação.

Começou intuitivamente a cuidar dos pacientes que estavam para morrer percebendo o quanto a comunidade médica tinha dificuldades em lidar com a morte e o morrer. Passou a levar seus paciente a conferências, para dar testemunhos do que sentiam estando à beira da morte e de como poderiam ser ajudados nestes momentos. Suas conferencias eram lotadas e por isto teve muitos adversários que achavam que ela explorava os pacientes. Mas, isto não a demoveu destas conferências, que ajudavam aos próprios pacientes e aos ouvintes. Encontrou em suas pesquisas que as pessoas passavam por estágios semelhantes ao serem confrontadas com a sua própria morte iminente. O primeiro era o choque e a negação, depois vinham a raiva e o rancor e finalmente a mágoa e a dor. Mais tarde, negociavam com Deus. Depois, ficavam deprimidos, perguntando: “Por que eu?” E, por fim, retraíam-se por algum tempo, afastando-se dos outros enquanto buscavam alcançar um estado de paz e aceitação ( não de resignação, que ocorre quando não têm com quem partilhar as lágrimas e a raiva).

Também estudou as pessoas que haviam passado por procedimentos de ressuscitamento para estudar o que haviam vivenciado durante os momentos que estavam clinicamente mortas. Seus estudos mostraram que existiam quatro fases distintas no processo de morrer: Na fase um as pessoas flutuavam para fora de seus corpos; na fase dois encontravam-se com anjos, guias que os reconfortavam, ou com familiares. Podiam se deslocar na velocidade do pensamento. Na fase três guiados por seu anjo passavam por algo como um túnel, portão, ponte... e viam uma luz brilhante. Um amor incondicional. Sentiam entusiasmo, paz. Alguns diziam que viam o Buda ou Cristo. Na fase quatro estariam na presença da fonte superior que alguns chamaram de Deus.Vivenciavam uma sensação de unidade. Passavam por uma revisão de suas vidas. E tinham uma lição final, que era o amor incondicional.

Passou a cuidar de pacientes que contraíram AIDS. Foram muitas adversidades com os moradores da sua cidade em função do desconhecimento e do medo pela doença tão mortífera. Teve até mesmo sua casa criminosamente incendiada, tendo perdido todos os bens móveis, memórias e relíquias que possuía.

Durante anos se dedicou a fazer workshops. Neles trabalhava as emoções dos indivíduos referente ao medo de perder; morte ou outros tipos de perdas. Todo seu trabalho foi feito com profundo respeito pelo ser humano e pela dor que sentiam e também com muita amorosidade.

Teve experiências de entrar em contato com entidades espirituais. Foi um período em que um casal lhe possibilitava fazer contato com seres que a esclareciam fatos. Porém, o médium usava seus poderes erradamente, o que fez Elizabeth se afastar deles. Entrou numa experiência de Consciência Cósmica, na qual após sentir mil mortes, com muitas dores e sofrimento, entrou num estado de paz e tranqüilidade. Via as estruturas de das coisas, seu corpo vibrava e ela via suas moléculas. Via muito distante como se fosse perto. Fundiu-se com uma luz, quando ouviu o termo Shanti Nilaya, que posteriormente veio descobrir significar em sânscrito: morada final da paz.

Dois derrames acabaram por paralisar um lado de seu corpo e a fizeram ir morar em outro local, perto de seu filho. Acreditava que devíamos aprender a perdoar

 

Os Jogos da Vida

escrito por eric berne  

Os Estados de ego são descritos como um sistema coerente de sentimentos, ou como um conjunto de padrões coerentes de comportamento. São divididos em três categorias: pai, adulto e criança. O primeiro se assemelha àqueles das figuras de pai e mãe. A categoria adulto são autonomamente dirigidos para uma avaliação objetiva da realidade. A categoria criança representam resíduos arcaicos, embora ativos, que foram fixados na primeira infância.

Uma unidade de transação significa a fala de alguém(A). A este estímulo o outro indivíduo(B) irá responder. Estas transações podem ser feitas de um estado de ego de A para outro estado de ego de B. B pode responder adequadamente do estado de ego que recebeu ou de outro estado de ego. No primeiro caso seria uma transação complementar enquanto no segundo uma transação cruzada. Mais complexas ainda são as transações ocultas- as que envolvem a atividade de mais de dois estados do ego simultaneamente. Tais transações são as bases dos jogos. Há um nível objetivo expresso e ao mesmo tempo um nível psicológico diferenciado.

Há maneira de se comportar chamadas procedimentos e rituais. Algumas destas universais outras locais, mas todas tem de ser aprendidas. Os procedimentos são baseados no processamento de dados e na análise de probabilidades referentes ao material da realidade, e atingem seu maior grau nas técnicas profissionais. Um ritual é uma série estereotipada de transações complementares simples programadas por forças sociais externas.

O passatempo é uma série de transações simples e complementares, montadas em torno de um único objetivo básico que é estruturar um intervalo de tempo.

O jogo é uma série de transações complementares que se desenrolam até um desfecho definido e previsível, e tem uma motivação oculta. São uma série de lances com uma cilada ou truque no meio ou no fim. São diferenciados dos procedimentos, rituais e passatempos por duas características: sua natureza inconfessada e por ter um desfecho desonesto e com certo caráter dramático.

A tese do jogo é uma descrição geral do jogo, incluindo a seqüência direta dos acontecimentos(o nível social) e informações a respeito do cenário psicológico destes eventos, de sua evolução e significado(nível psicológico). A antítese é a forma de não permitir o desfecho do jogo. Por objetivo entende-se o propósito geral do jogo. Os papéis são diferentes dos estados de ego que se tratam de fenômenos. Algumas vezes os papéis se confundem com o estado do ego outras vezes não.

Os jogos, assim como os rituais, passatempos e procedimentos são aprendidos desde tenra idade como processo de educação. Sua função é colher a máxima satisfação. Por força do fato de na vida diária haver poucas oportunidades para desfrutar de real intimidade, a vida social é empregada na realização de jogos, que podem ser equilibrados caso se encontre parceiros capazes de viver mais intimamente sem jogar.

Há sempre novos jogos sendo descobertos portanto a antologia de jogos deste livro não é completa. Os vários jogos citados foram classificados em famílias, de acordo com as situações em que têm maiores chances de ocorrer: jogos da vida, conjugais, de reuniões sociais, de sexo e do submundo; segue-se uma seção de jogos de consultório e exemplos de bons jogos. Há de três a seis exemplos de jogos diferentes para casa classificação.

Um exemplo de Jogo da vida é o Me Bata. É jogado por alguém cujas maneiras equivalem a carregar um cartaz onde está escrito: “ Por Favor Não Me Bata”. A tentação é irresistível, e quando sobrevém o resultado natura, ele exclama lamuriosamente “Porque isto sempre acontece comigo?” Se o companheiro não o punir o jogador transpõem todos os limites obrigando-os a puní-lo. Tais pessoas são as eternas desprezadas, aquelas que sempre são abandonadas pelos namorados, as que vivem sendo despedidas dos empregos.

Um exemplo de Jogo conjugal é o “Se Não Fosse Você” que se resume numa mulher que desposa um homem dominador a fim de que ele restrinja suas atividades e assim a impeça de se meter em situações que a amedrontam. Se isto se tratasse de uma simples operação, ela poderia exprimir sua gratidão quando o marido lhe prestasse esse serviço. Mas no jogo, sua reação é exatamente o contrário: ela se aproveita da situação para reclamar das restrições, o que faz com que seu marido se sinta inseguro e lhe conceda a liberdade para fazer o que queira, o que por sua vez ela não mais deseja fazer.

Um exemplo de Jogo de sexo é Violentada no qual uma mulher dá a entender que está disponível e se sente satisfeita quando um homem procura conquistá-la. Assim que ele concretiza sua investida, o jogo acaba. Se ela for uma criatura educada poderá dizer “Aprecio muito seus elogios, e muito obrigada” e passar a conquista seguinte. Se for menos generosa se limitará a afastar-se-á dele. Num jogo de segundo grau ela se sente gratificada por rejeitá-lo e permite que o homem se aproxime de forma mais séria para repeli-lo em seguida. Numa forma de terceiro grau tal jogo pode se tornar sério e terminar em assassinato, suicídio ou num tribunal. A mulher conduz a algum tipo de contato físico comprometedor, e depois alega que ele tentou violentá-la.

Os jogos são passados de geração para geração podendo ter sua origens em seus pais ou avós. Os jogos deste livro são jogados mais por pessoas perturbadas que quanto mais perturbadas, mais intensamente jogam. A obtenção da autonomia é manifestada pela liberação ou recuperação de três capacidades: consciência, espontaneidade e intimidade. Esta autonomia é necessária para que a vida não se torne um processo de encher o tempo com procedimentos, rituais e jogos até a chegada da morte.É uma meta para os que acreditam que mesmo que não exista esperança para a raça humana, ela existe para os indivíduos que a compõem.

Dados bibliográficos- Os jogos da vida, Eric Berne, 3ª edição, Editora Artenova(1974), tradução do livro Games people play (1964)

 

Livros Antigos e novos terapeutas – Abordagem transdisciplinar em Psicoterapia

escrito por crema, roberto, antigos e novos terapeutas  

A Abordagem Transdisciplinar em Psicoterapia é a quinta força ou revolução na psicologia ocidental. Alia a polaridade pessoal-transpessoal, investigando tanto as forças do ego quanto as fronteiras expandidas além do ego, aliando raízes e asas, centrada na consciência da inteireza. As quatro outras revoluções, seriam a Psicanálise, o Comportamentalismo, o Humanismo e a Transpessoal.

A Normose é uma patologia da normalidade. Se caracteriza pelo conformismo e adaptação a um contexto mórbido em grande escala, e pela estagnação da dinâmica evolutiva, que é inerente à realidade humana. Quando um sistema como o nosso ocidental passa por um estado dominante de desequilíbrio, a normalidade é, então, uma enfermidade

Há quatro pressupostos do que seja o ser humano, cada um trazendo suas repercussões psicoterápicas.

O Somático. Materialista. O ser humano é um animal fruto de uma evolução mecanicista determinada pelo acaso e pela necessidade. A psique é um reflexo da realidade material cerebral.

Somos um pacote de reflexos incondicionados e condicionados.

O psicossomático. Além do corpo, a psique. Interconectados, interdependentes. A psique é um pacote de memórias. Isis, uma cliente, saiu do Brasil com medo da violência, ao voltar de férias foi degolada. Algum tempo depois numa terapia de grupo uma das participantes sente sua garganta incomodada. Percebe-se que é Isis. Há um trabalho terapêutico de Isis. O Psíquico dela ainda não sabia o que havia acontecido. Foi-lhe explicado.

O psicossomático-noético.O noético é a ponta fina da alma. O espaço de silêncio em nosso ser. É a consciência sem objeto. Uma metaconsciência. De onde vem os arquétipos estruturantes do ser humano.

O quaternário. No pressuposto anterior há a horizontalidade do ser humano. O quarto elemento é o Pneuma que traz a verticalidade.É o sopro, o alento vital que nos atravessa. A grande vida, a que resta quando não resta nada...

Há quatro estações do amor. São alinhadas aos quatro pressupostos antropológicos. A Pornéia como uma forma de amar materialista é aquela do bebê que suga. O pressuposto psíquico, mental e emocional é o amor Eros, é o adolescente sentimental. O terceiro pressuposto, noético é o amor Philia, o amor da maturidade e da reciprocidade. O último ,o pneumático, fala do amor Ágape, o amor que ama através de nós, que ama o amor, que ama o inimigo, cuja recompensa é o próprio amor.

A Análise não pode ser usada como método terapêutico único. A análise corta, divide, dilacera, as pessoas se sentem separadas de si mesmo. A Síntese é um método que permite que o individuo se sinta inteiro. A Análise e a Síntese juntas podem ser métodos de um trabalho inteiro.

A metodologia da Síntese Transacional cita diversos autores, entre eles:

Wilhelm Dilthey que afirmou ser o ser humano uma unidade destacando o espírito;

William James que levava em consideração todas as experiências da ciência e religião;

Jan Smuts do conceito de Holismo;

Jung que desenvolveu a interpretação dos sonhos e a sincronicidade na física quântica;

Roberto Assagioli que desenvolveu a psicosíntese com o self transpessoal;

Victor Frankl da logoterapia;

K. Graff-Durckheim da terapia iniciática defendendo a plenitude e a unidade;

Kyriacos Markides que desvendou a exomatose, os elementais e a amorosidade;

Ramón Soler da universidade da síntese;

Pierre Weil e seu cosmodrama;

J. Krisnamurti convocando ao despojamento e desnudamento, pátria do silêncio.

A história dos eventos importantes sob o prisma da transdisciplinaridade e do holismo:

a Declaração de Veneza em 1986, o II Fórum tratando da sobrevivência no século XXI, a Carta de Paris O documento, Em direção à ecoética no III Fórum, o I congresso Mundial de Transdisciplinaridade no Convento de Arrábida, o projeto Ciret-Unesco: Evolução transdisciplinar da universidade em Locarno, Suíça. Tais eventos tratam da transdisciplinaridade como novo paradigma na ciência.

Há uma ligação da síntese com a metade direita do cérebro, enquanto a análise se organiza na metade esquerda do cérebro. O corpo caloso é o substrato fisiológico da transdisciplinaridade, a terceira visão, o chifre do unicórnio. O unicórnio, como símbolo da nobreza, inocência, pureza de sentimentos, da consciência não dual. O trabalho do autor se volta para o despertar desta metaconsciência, que é a união dos opostos

Os sonhos não são fantasias bobas, o real é o que atua, e o sonho atua. A vigília e sonho têm uma equivalência e continuidade, a parte analítica e a sintética. Só um sonho pode compreender outro sonho. Há uma comunidade de sonhos, seus clientes, que o autor chama de amigos evolutivos, estão sempre contando e esclarecendo seus sonhos entre si.

A “cartografia”, um estudo das várias dimensões do ser humano: a persona; Sombra ou inconsciente pessoal; Inconsciente familiar; Inconsciente simbiótico; Inconsciente coletivo e transexistencial; Inconsciente cósmico; Inconsciente Angelical; O Ser; O Criador; O aberto.

A fenomenologia do livro de Anamaria, que tem problemas em um olho. Na infância viu a morte do pai assassinado e do assassino. Neste momento seus olhos quiseram olhar para lugares diferentes. Uma perda de um irmão querido, trouxe novamente a dor da perda. Este irmão lhe aparecia em sonhos e lhe trazia a cura de seus males. Ensinava-lhe de maneira sábia a sair da crise em que se encontrava. Solidão e doença. Uma longa jornada com um final feliz na qual Anamaria se torna uma educadora terapêutica, ajudando pessoas de maneira lúcida e graciosa devido a grande experiência de sua vida. Sonho e vigília se entranham neste caso de forma especial e educativa.

Crema, Roberto, Antigos e Novos Terapeutas – Abordagem Transdisciplinar em terapia, (2002) 2ª edição, Editora Vozes, Petrópolis, Brasil

Contato

Celular: 99664-6464

Endereço: Condomínio San Diego|Edifício João Paulo II |Av. comercial de frente para o posto da PM- Jardim Botânico- Lago Sul